logo



Curso Guarda-vidas de Rios e Lagos (Inland Open Waters Lifeguard) –  90 h

Este curso forma profissionalmente um guarda-vidas para trabalhar em água doce com ou sem correntezas (rios, lagos, represas). Seu certificado tem validade nacional e Internacional respeitando as legislações sobre o assunto em cada local. O objetivo é formar um profissional preparado para trabalhar nas mais diversas condições dentro de sua profissão.
Pré-requisitos: O aluno necessita ter mais de 18 anos, e apresentar um atestado de saúde dizendo estar apto a praticar exercícios físicos. Necessita ser capaz de realizar as 3 provas a seguir: Nadar 50m com a cabeça acima da água em menos de 50 segundos, nadar 400m em menos de 8 minutos e correr 200m, nadar 200 m e correr mais 200 m em menos de 8 minutos, no mesmo dia.

Esta é a grade e conteúdo curricular recomendado pela Sobrasa para a realização de curso que forma profissionalmente um guarda-vidas para trabalhar preservando a vida humana em rios/lagos e represas.

Para entender melhor o processo de formação proposto pela Sobrasa
Leia Certificações   e    Orientação as empresas formadoras de guarda-vidas

Veja abaixo todos os capítulos que devem ser lidos pelo aluno do curso e o questionário final de treinamento antes da parte presencial.
Ao final de alguns capitulos, você terá a oportunidade de praticar em nosso QUIZZ o que aprendeu.

ABAIXO OS CAPÍTULOS DO MANUAL PERTINENTES A GRADE CURRICULAR DE FORMAÇÃO DO GUARDA-VIDAS DE RIOS/LAGOS.
Você só será capaz de acessar o conteúdo do manual e realizar os testes se for um associado Sobrasa em dia.

TESTE DE VALIDAÇÃO/REVALIDAÇÃO (total de 100 questões que não se repetem)
Você só será capaz de realizar os testes se for um associado Sobrasa em dia.
Você poderá repetir o teste quantas vezes quiser.

PROGRAMA
Para se certificar o guarda-vidas deverá cumprir, ter conhecimento e ser capaz de realizar todos os itens abaixo:
• Ter conhecimento sobre a história do salvamento aquático e ressuscitação no Brasil e no Mundo.
• Ter conhecimento sobre o que acontece no Brasil e no Mundo em termos de estatística de afogamento.
• Ter conhecimento do trabalho realizado da Sobrasa e da ILS.
• Saber reconhecer em rios e lagos tudo sobre correntes e sua geografia pertinente a prevenção e ao salvamento.
• Ter conhecimento de ecologia
• Nadar submerso por 25 m sem atingir a superfície. Enquanto isso pegar 3 objetos distantes 5 m cada e um deles na parte mais funda da piscina.
• Saber reconhecer os 6 anéis da cadeia de sobrevivência do afogado.
• Saber reconhecer as diferentes formas de prevenção de afogamento em lagoas e rios.
• Ter conhecimento em prevenção de esportes aquáticos.
• Saber como proceder em tempestades.
• Saber reconhecer o patrulhamento de rios e lagoas (zona de responsabilidade, locais de cobertura, sistemas de patrulhamento, número de guarda-vidas, equipamentos, comunicação, sistemas de visualização do afogado, uniforme, sinalização, limpeza, educação, jogos e eventos, animais no local).
• Saber reconhecer um potencial afogado fora e dentro da água e reconhecer um afogamento em curso.
• Saber reconhecer as diferentes formas de quando e como acionar socorro de apoio (resgate especializado e médico).
• Simular um salvamento sem entrar na água a uma distancia mínima de 10m.
• Realizar um salvamento na praia sem equipamento em vítima consciente distante no mínimo 100 m da borda. Inclui: entrada, aproximação, abordagem, métodos de escapar da vítima, e tipos de reboques até a areia.
• Realizar um salvamento no rio ou na lagoa com um rescue-can ou rescue-tube em vítima consciente distante no mínimo 50 m da areia.
• Nadar com pranchão por 50 m, embarcar uma vítima consciente e transporta-la até a areia.
• Realizar um salvamento sem equipamento em vítima inconsciente distante no mínimo 50 m da areia.
• Realizar um salvamento com equipamento (rescue-can ou rescue-tube) em vítima inconsciente distante no mínimo 25 m da areia.
• Realizar a abertura de vias aéreas, a checagem da respiração e simular um boca-a-boca dentro da água em vítima inconsciente. Com dois guarda-vidas, com rescue-can, ou com rescue-tube.
• Realizar um resgate em equipe de vítima submersa utilizando máscara, snorkel e corda.
• Realizar uma simulação de um socorro a uma vítima com suspeita de trauma cervical. Saber quando se suspeita de TRM.
• Transportar uma vítima consciente e uma inconsciente da água para a areia por 25 m.
• Simular apoio a um socorro de bote inflável
• Simular apoio a um socorro de moto-aquática
• Simular um socorro nas pedras
• Simular um socorro à noite
• Ter conhecimento de salvamento de aeronave e veículo com queda na água, corredeiras, inundações, e lagoas e represas.
• Ter conhecimento de todas as características de salvamento em piscina.
• Realizar uma retirada de vítima cansada ou inconsciente da piscina sem ajuda.
• Saber posicionar a vítima na areia e borda da piscina para os primeiros socorros.
• Saber identificar todas as formas de comunicação da água para areia e vice-versa.
• Demonstrar habilidades para realizar os 8 passos do suporte básico de vida na areia (reconhecer a cena, checar a resposta da vítima, chamar por ajuda, abrir vias aéreas, checar a respiração, realizar um boca-a-boca, checar pulso carotídeo e sinais de circulação, e realizar a compressão cardíaca). Em lactentes, crianças e adultos, com um e dois socorristas.
• Saber quando e como colocar a vítima em posição lateral de segurança.
• Ter conhecimento do Sistema de Emergências Médica (SEM), e quando aciona-lo.
• Saber realizar o exame primário
• Realizar os 6 passos do exame secundário (imobilização da coluna cervical, testar nível de consciência, expor a vítima, sinais vitais, anamnese resumida e palpação da cabeça aos pés).
• Saber reconhecer e como proceder em emergências clínicas.
• Saber reconhecer e como lidar em emergências traumáticas.
• Saber reconhecer e como lidar com acidentes termo-elétricos.
• Saber reconhecer e definir afogamento
• Saber reconhecer e as fases do afogamento
• Saber reconhecer e classificar o grau de afogamento
• Saber realizar o tratamento para cada grau de afogamento
• Ter conhecimento de quando começar e quando para a RCP em afogados
• Saber reconhecer o algoritmo básico de afogamento.
• Saber reconhecer todas as peças de um cilindro de oxigênio com suas válvulas e circuitos e seu funcionamento. Saber como utiliza-lo segundo a classificação de afogamento.
• Ter conhecimento de doenças típicas ao redor de um espelho de água e relacionadas a exposição solar.
• Ter conhecimento de como funciona um serviço de salvamento aquático com suas diferentes funções e serviços a população.
• Ter conhecimento de relação com o público
• Como reconhecer e proceder com crianças perdidas.
• Saber reconhecer e como proceder em situações de grandes emergências e catástrofes – Plano de Operação de Emergências.
• Ter conhecimento das competições de salvamento aquático e participar de provas como atividade física recreativa durante o curso.
• Ter conhecimento de seus direitos e deveres como profissional guarda-vidas
Estratégias de ensino
o Ter conhecimento: Leitura, aula teórica ou demonstração.
o Saber reconhecer: cada aluno deverá demonstrar que tem o conhecimento.
o Saber realizar: cada aluno deverá demonstrar que sabe como fazer a ação proposta de treinamento.

Obs: Como o curso pode ser realizado em diferentes ambientes e situações (rios, lagoas, uniformes, temperatura da água ou ambiente e outras), deverá ser evitada situação extrema para treinamento ou para a aferição do conhecimento.
Estratégias de aferição do conhecimento do aluno:
o Observação pessoal dos instrutores ou por revisão de vídeo.
o Questionário oral
o Questionário escrito – Respostas curtas ou múltiplas escolhas.
o Simulado de cenários de emergências

Retornar ao Manual Principal

Retornar ao Manual do Guarda-vidas de Piscina

Retornar ao Manual do Guarda-vidas de Rios e Lagos

Retornar ao Manual do Guarda-vidas de Praias

  1. Fabio Jose de Castro Responder
    Boa tarde, sou Enfermeiro no Pronto Socorro Municipal desde 2007 e trabalho como Guarda vidas desde 2005, fiz o curso com Sr. Osni Guaiano em Piraju/SP... presto serviços para Prefeitura Municipal de minha cidade nas aulas de canoagem velocidade e Slalon e em seus campeonatos locais anualmente...necessito do certificado de Guarda vidas Profissional, qual o procedimento para isso. Obrigado pela atenção
    • Dr David Szpilman Responder
      Realizar a prova de proficiência veja em https://www.sobrasa.org/prova-de-proficiencia-certificacao-e-requalificacao-a-guarda-vidas/
  2. jose ricardo moreira Responder
    ola gostaria de fazer um curso de guarda vidas sou da defesa civil de tres lagoas ms e trabalho no balneario municipal e na escolinha de remo me mande todos os prosedimentos para mim eu tenho 54 anos sou atleta corrida de montanha e ultra-maratonas.sem mais obrigado.
    • Dr David Szpilman Responder
      FIQUE DE OLHO EM NOSSOS FB. A Sobrasa não realiza cursos mas sempre anuncia aqueles credenciados a instituição.
  3. Francisco Lucas Responder
    Me chamo Francisco Eduardo Lucas filho sou guarda da vida de Fortaleza do primeiro curso de surf salva do ano 94 o primeiro curso administrado em Fortaleza de surf sal sou guarda-vida formado pelo corpo de bombeiro militar do estado do Ceará sou formado guarda vida da guarda municipal de Fortaleza inspetoria pela guarda municipal de salvamento aquático do município de Caucaia Fortaleza Ceará meu sonho é ter um certificado é conhecido pela sobrasa porque eu tenho um grande carinho amor e respeito pelo essa entidade maravilho gostaria do curso qualquer um curso da sobrasa para mim é muito importante é uma grande satisfação na minha vida agradeço primeiramente a Deus e segundo a sobrasa ou nos ajudar e existir através da sobrasa muito sonhos são realizados e muita gente vai para casa seguro com a sua vida porque ela estimula a prevenção segurança amor e carinho parabéns só brasa quem salva o uma vida salva o mundo

Deixe um comentario

*

1 + dois =

captcha *