CURSOS e PALESTRAS de SALVAMENTO AQUÁTICO

Cada centro formador realiza seus próprios cursos.

Caso não tenha um centro formador próximo a você podemos ajudá-lo, encaixando-o em um curso de sua escolha, ou tentar organizar um curso as suas necessidades(grupo fechado). Entendemos que a realização de cursos na área profissional e amadora em salvamento aquático, é de extrema responsabilidade pois envolve responsabilidade moral e legal sobre a vida de pessoas. Como a diretoria da Sobrasa é formada em sua totalidade por profissionais oriundos de centros formadores, é consenso entre nós que somente centros formadores (profissionais de serviços de salvamento) deverão realizar cursos na área. Entretanto, caso algum serviço de salvamento necessite de ajuda neste sentido, a Sobrasa estará a disposição de ajudar organizando o curso na área pretendida. 

 
     

 

PRÓXIMOS CURSOS/PALESTRAS

CURSOS REALIZADOS

 
Saiba

Como emitir seu certificado?

Quem pode certificar?

Informações gerais

 
Informações Gerais sobre os Cursos/Palestras
 
PERGUNTAS FREQÜENTES SOBRE O CURSO REGULAMENTO DOS CURSOS PARA MONITORES e INSTRUTORES
 
 

Grade Curricular dos Cursos/palestras Oferecidos

 

Palestras

Curso de Emergências Aquáticas

Curso Surf-Salva

Curso de Resgate em Corredeiras

Curso Guarda-vidas de Piscina

         
 

Curso Guarda-vidas de Rios e Lagos

Curso Guarda-vidas de Praia

Curso Básico - Operador de Resgate com Moto Aquática

 
         

Em caso de dúvida entre em contato

A SOBRASA NÃO FAZ SALVAMENTOS, REALIZA PREVENÇÃO!
ELA REÚNE PROFISSIONAIS E AMADORES DA ÁREA DE SALVAMENTO AQUÁTICO PARA PREVENIR, TREINAR E UNIFORMIZAR O CONHECIMENTO. SUA OPINIÃO E SEUS COMENTÁRIOS SÃO MUITO IMPORTANTES PARA O NOSSO CRESCIMENTO COMO INSTITUIÇÃO.

         
     
     
Cursos já realizados até Setembro de 2012
Tipo de Cursos Número de Eventos
Palestra sobre Afogamento 499
Curso Básico de Emergências Aquáticas  75
  Curso Avançado de Emergências Aquáticas 3  
Curso Surf-Salva 54
Curso Básico de Primeiros Socorros 26
Curso de Hidroginástica Novas Tendências 7

Curso Profissional Guarda-vidas de Piscina

9

Curso Profissional Guarda-vidas de Praia

3
 

Curso de piloto de bote inflável de salvamento

13  
 

Curso de Jet Resgate/Tow-in

9  
       
 

 

 

 

Saiba mais sobre os cursos (abaixo)

 

 

No Mundo, 500.000 pessoas morrem afogadas por ano
No Brasil são 7.000 vítimas
65% destas mortes são crianças
O afogamento é a 2a causa de morte entre 5 e 14 anos
Nós não aceitamos passivamente!

 

Os cursos de Salvamento Aquáticos são mais um projeto da Sobrasa, que ensina a crianças e adultos as diferentes formas de como não se afogar, como fazer em caso de necessitar salvar alguém em apuros, em diferentes níveis indo do amador ao profissional do salvamento aquático. Todos os cursos têm o reconhecimento nacional da Sobrasa e o apoio internacional da Federação Internacional de Salvamento Aquático. Nos cursos profissionais poderão ser emitidos certificados internacionais (autorizado pela ILS em 1/04/2004).

Objetivos Principais - REDUÇÃO DO NÚMERO DE AFOGAMENTOS
Os cursos programados estabelecem um critério Nacional Brasileiro na área de cursos de salvamento aquático para que organizações desta área, Militares ou Civis, por todo Brasil, possam ter um padrão de qualidade uniforme e coerente com a nossa realidade, adotando uma mesma nomenclatura. Tendo em vista que a grade curricular foi estabelecida por profissionais de diferentes serviços de salvamento aquático pelo Brasil ela não é de forma nenhuma para ser imposta e serve apenas como sugestão às linhas mestres do ensinamento na área. Todos que desejarem segui-las poderão se candidatar à certificação Nacional pela Sobrasa e Internacional pela ILS.

PERGUNTAS FREQÜENTES SOBRE O CURSO
Quem pode ter um certificado da Sobrasa? Qualquer pessoa interessada em salvamento aquático amador ou profissional, que preencha os pré-requisitos do curso para o qual esta se inscrevendo, que pague a taxa do curso, que freqüente 75% das aulas e tenha aprovação nos testes (ver currículo específico para cada curso logo abaixo, com correspondentes exigências). As informações das pessoas inscritas bem como seu desempenho será mantido em segredo.

O que os candidatos ao curso obtém?
• Um manual de emergências aquáticas e uma camiseta de lycra (para cursos maiores de 20 h/aula).
• Dois adesivos, e folder resumido do curso.
• Um certificado Nacional do curso em caso de aprovação nas provas. Para cursos profissionais permite trabalhar em todo território Nacional onde a legislação Estadual assim o permita.
• Certificado internacional - Em caso de interesse em se certificar internacionalmente através da ILS, receberá além do certificado, uma bolsa e um broche
(veja exigências para certificado internacional).

Quais os tipos de cursos que a Sobrasa propõe aos centros formadores?

Nível

Carga horária

Pré-requisito

Habilitação (certificado)

Idade

Palestra

1 a 3 h

Não há

Afogamento – o que fazer?

Sem restrições

Emergências Aquáticas

10h

Não há

Amador

> 15 anos

Surf-salva

10h

Não há

Amador

> 15 anos

Resgate básico de resgate em corredeiras

20h

Não há

Amador

> 15 anos

Guarda-vidas de Piscina

52 h

Nadar com a cabeça fora da água 50m < 50´´

Nadar 400m < 8´

Correr 200m + nadar 200m + correr 200m < 8´

Trabalho em piscina

(observando a legislação estadual)

> 18 anos

Guarda-vidas de Rios, lagos e baías.

90 h

Nadar com a cabeça fora da água 50m < 50´´

Nadar 400m < 8´

Correr 200m + nadar 200m + correr 200m < 8´

Trabalho em rios, lagos e baías

(observando a legislação estadual)

> 18 anos

Guarda-vidas de Praia

110 h

Nadar com a cabeça fora da água 50m < 50´´

Nadar 400m < 8´

Correr 200m + nadar 200m + correr 200m < 8´

Guarda-vidas (observando a legislação estadual)

> 18 anos

Resgate com moto-aquática

(jet ski)

40h

Curso de guarda-vidas ou surfista de ondas grandes

Operador de moto-aquática

> 18 anos

Especialista

Variável

Curso de Guarda-vidas

Salva. Bote inflável

Salva. Aéreo

Resgate subaquático

Salva. moto-aquática

 

(veja mais adiante o currículo específico para cada curso)

Porque obter um certificado Nacional e/ou Internacional?
• Os programas estabelecidos para os cursos são o consenso de melhor qualidade e objetividade de currículo estabelecido por profissionais da área de salvamento aquático no Brasil e no Mundo.
• O curso e seu certificado fornecem um padrão de qualidade uniforme a todos que o completarão com êxito, em qualquer local do território Nacional, permitindo o preparo necessário a todos aqueles que não tenham acesso a este tipo de informação, ou possibilitando a profissionais já formados a sua atualização, qualificação e reconhecimento Nacional ou Internacional de sua capacidade profissional. É o nosso padrão de qualidade profissional.
• O certificado tem reconhecimento técnico em todo território nacional e internacional, guardado as legislações em cada local.

Como fazer para realizar um curso?
• Escolha o tipo de curso que deseja fazer.
• Tenha certeza de preencher os pré-requisitos (se houver).
• Leia atentamente todo regulamento do curso que escolheu.
• Verifique as datas e locais disponíveis onde ocorrerão os cursos para inscrições individuais. Para inscrições coletivas entre em contato diretamente com a Sobrasa para estabelecer a possibilidade de realizarmos o curso o mais próximo de sua cidade.
• Inscreva-se no curso pagando a taxa de inscrição.
• Caso seja um curso com necessidade de pré-requisitos de prova física de natação e corrida pague somente 30% do valor de curso como taxa de inscrição. Esta taxa não será devolvida caso o candidato não passe nesta etapa inicial.

Como conseguir o certificado sem ter que realizar o curso da Sobrasa ou da ILS?
Existem duas formas de se conseguir o certificado; Clique aqui

Estatutos gerais
• As aulas sempre serão acompanhadas de no mínimo um instrutor guarda-vidas. Haverá um monitor para cada 12 alunos inscritos.
• É proibido aos alunos realizar qualquer tentativa de salvamento sem a permissão de seu instrutor.
• Quando ocorrem? Em data, horário e local a ser estabelecido em calendário pelo Centro Formador ou pela Sobrasa.
• Todos os alunos dos cursos com duração maior de 20 h em que exista a necessidade de parte prática dentro da água, estará incluído dentro do valor do curso um seguro contra acidentes, invalidez temporária e morte.
• Os profissionais formados em cursos maiores de 20 h/aula deverão renovar seus certificados através de aula e provas a cada 2 anos, período de validade de seus certificados.
• Forneceremos sempre esclarecimento sobre o trabalho da Sobrasa em prevenção na área de afogamento.

Currículo dos cursos
Todos os cursos realizados pelos centro formadores e pela Sobrasa e certificados internacionalmente pela ILS possuem currículos mínimos que devem ser respeitados. Os cursos possuem valores para a cobertura de despesas administrativas, transporte, hospedagem, alimentação, entretanto incentivamos a todos os centros formadores a praticarem valores mais baixo chegando quando possível a gratuidade. A Sobrasa e a ILS reconhecem que muitos centros formadores de profissionais na área possuem currículo que excedem estes limites baseados em suas próprias necessidades. A Sobrasa e a ILS encorajam este tipo de atitude e estabelecem o padrão mínimo para certificação em cada nível.
São divididos em 6 diferentes níveis, a saber;
 

1. Palestra de Salvamento Aquático – 1 a 3 h
O objetivo é transmitir em pouco tempo um panorama da situação atual do afogamento no Brasil e no Mundo e como evitar que isto aconteça. A palestra tem a duração de 45 minutos seguido de 15 minutos de vídeo. Pode ainda ser seguida de demonstração pratica em piscina caso haja condições. A entidade que organiza o evento arcará com todas as despesas para a sua realização, não tendo limite de participantes.

(Visualizar todo material referente a palestras)
 

(Fazer download de todo material referente a palestras)


2. Curso de Emergências Aquáticas
Carga horária de 6 a 13 h

Este nível apresenta de forma instrutiva e compacta uma proposta educacional para reduzir o número de afogamentos. O objetivo é transmitir de forma prática, as diferentes formas básicas de prevenção em afogamento e salvamento a todos os profissionais e atletas que lidam com o meio aquático ensinando-os a como reconhecer e tratar os casos de afogamento até o socorro médico chegar. Embora o ideal de prevenção para os casos de afogamento seja a presença de um guarda-vidas no caso de praias ou de um guardião de piscina no local do acidente, é freqüente a ocorrência deste tipo de tragédia em lugares inóspitos, onde apenas uma pessoa treinada em primeiros socorros na água pode fazer a diferença. O curso consta de noções teóricas e práticas de como reconhecer um caso de afogamento e o que deve ser feito para ajudar. Não tem como objetivo a formação de profissionais na área de salvamento aquático. As aulas serão ministradas em 10 h com no mínimo quatro intervalos. O curso pode ser feito em 2 dias, sendo dividido então em 2 módulos básicos teórico/prático: Salvamento Aquático/primeiros socorros na água e Primeiros socorros em área seca. Nas aulas práticas haverá divisão das turmas por monitor e por atividade. Para cada atividade prática haverá 1 instrutor/monitor para cada 15 alunos. As vagas são limitadas a no máximo 100 e no mínimo 12 alunos por curso. O aluno recebe um folder com o resumo do curso, um adesivo Sobrasa e um certificado internacional.
PROGRAMA
• Abertura – introdução ao salvamento aquático
Prevenção – medidas de como prevenir o afogamento em praias, piscinas, rios, banheiras, lagos e outros. Saber como Identificar quais as situações que provocam o afogamento e quais as pessoas que podem se afogar. Em tempestades e com animais. marinhos perigosos como proceder
Reconhecimento & Solicitação de socorro em uma emergência aquática - Saber Identificar um afogamento em curso e como solicitar socorro dentro e fora da água.
Socorro e Suporte Básico de Vida (SBV) na água
• Como realizar o socorro sem entrar na água, como realizar um auto-socorro – flutuando e nadando, como salvar na água sem se tornar à vítima, como realizar um salvamento simples com ou sem equipamento.
• Vítima Consciente - Como abordar e não ser mais uma vítima e como retornar com a vítima até a área seca. Vítima Inconsciente - Porque iniciar o suporte básico de vida na água? Avaliação da respiração e como ventilar dentro da água, como reconhecer uma parada respiratória isolada e como proceder? Como rebocar e retirar a vítima da água com e sem material? Como colocar na borda da piscina? E posição para iniciar os primeiros socorros.
• Vítima de trauma dentro da água – Quais os riscos e como proceder?
6. Prática de ventilação boca-a-boca em manequim.
7. Prática na água de toda parte teórica.
8. A teoria do Suporte Básico de Vida na areia/borda da piscina - O SBV na areia ou borda da piscina – 7 passos importantes. O afogamento, sua gravidade e tratamento. Quando vale a pena tentar e quando devemos parar a RCP em afogamento? Quais são e como manusear o equipamento obrigatório (cilindro de oxigênio e máscaras). Suspeita de trauma da cabeça ou pescoço – o que fazer? Prevenção e tratamento de Hemorragias ou Fraturas e luxações.
9. A pratica do SBV na areia/borda da piscina
10. Simulações de 4 cenas com discussão ao final
 

(Visualizar todo material referente ao Curso Básico de Salvamento)
 

(Fazer download de todo material referente ao Curso Básico de Salvamento)

 

3. Curso Surf-Salva
Carga horária de 10 h

Público Participante: Surfistas com idade superior a 14 anos.
Objetivo: Propiciar a surfistas as bases teórico/práticas de salvamento aquático e primeiros socorros, de forma a tornar mais segura a prática do lazer e esportes nas praias reduzindo o número de mortes por afogamento. A nossa proposta é transmitir de forma prática, a todos os praticantes do surf, as diferentes formas de salvamento com prancha, e como reconhecer e tratar os casos de afogamento até o socorro médico chegar. Estas atividades aumentarão a integração e a segurança dos praticantes e amantes do Surf. Este tipo de evento é uma forma inteligente de motivar e estimular adolescentes e adultos a manterem o espírito e treinamento das formas de salvamento aquático com pranchas de surf. Fora de nosso país, na Austrália, Estados Unidos, e Europa estes eventos são realizados várias vezes ao ano entre os clubes de salvamento e países filiados a “International Life Saving Federation”, tendo excelente retorno para os patrocinadores.

Programação
- Os alunos terão aulas teórico/práticas de salvamento aquático utilizando a prancha de surf e noções de primeiros socorros em casos de afogamento, que terão como objetivo preservar a sua vida e de outros banhistas em apuros nas praias.
- Serão ministradas noções sobre ondas, valas, perigos, vida marinha e ventos.
- Receberão noções práticas de como reconhecer um caso de afogamento e o que fazer.
- A organização fornecerá todo material didático para as aulas práticas – pranchas, manequins de primeiros socorros e outros.
- Nas aulas práticas haverá divisão das turmas conforme o tipo de prancha escolhido para o treinamento (pranchinha, pranchão e body board). 

Tema

Tempo Aprox.

Hora de inicio

Introdução ao Salvamento Aquático

30 min

8:00h

Apresentação e divisão dos alunos em 2 grupos

10 min

8:30h

A equipe “Guarda-vidas - surfista”

15 min.

8:40h

Trabalho em Grupo – teste 1

20 min

8:55h

Medidas de Prevenção em afogamento

20 min

9:15h

Projeto Sobrasa – O que já foi feito

15 min

9:35h

Intervalo

15 min

9:50h

Geografia da praia (Formação de ondas, correntes)

15 min

10:05h

Reconhecimento e Alarme de um afogamento

15 min

10:20h

BLS na Água (teórica)

45 min

10:35h

Pratica boca-boca no manequim

20 min

11:20h

Intervalo para troca de roupa

10 min

11:40h

Pratica na Água de toda parte teórica com prancha

80 min

11:50h

Almoço

90 min

13:10h

BLS no Seco (na piscina ou na areia) Teórica

20 min

14:40h

Pratica em Manequim do BLS no seco

30 min

15:00h

Teste em Grupo 2

20 min

15:30h

Intervalo

15 min

15:50h

Afogamento

30 min

16:05h

Cenários – Discussão

25 min

16:35h

Duvidas e Encerramento

 

17:00h

 

4. Curso de Resgate em Corredeiras - 20 h
Objetivo: capacitar o profissional em salvamento aquático e os esportistas de corredeiras nas atividades de resgate de vítimas ou mesmo em situações de risco devido à corredeiras.

Público Alvo - Leigos, Esportistas de caiaque, rafting, e outros esportes em rios. O curso inclui um adesivo Sobrasa, e um certificado. O curso não forma profissionais guarda-vidas e é necessário ter idade maior de 15 anos.

Programação do Curso
Carga horária de 20 horas/aula + avaliação

Introdução/Historia do salvamento aquático/ Estatísticas: noções dos casos de afogamento no País e no mundo (1h/aula)

Hidrologia – estudo de correnteza – abordagem de tipos de corrente, remando, refluxo, linha de remanso, ondas laterais, ondas estacionárias e leitura de corrente. (1h/aula)

Equipamentos de proteção individual: abordagem sobre tipos de EPI(s) para correnteza, incluindo capacete, colete para correnteza, roupa e proteção, instrumentos e corte, calçados e apito. (1 h/aula)

Equipamentos de uso coletivo – abordagem sobre sacolas de salvamento, embarcações, infláveis, caiaques, cordas, mosquetões e polias. (1 h/aula)

Técnicas de natação em correnteza e travessias: (1h/aula)

Técnicas de salvamento em correnteza: (5 h/aula)
- resgate de vítima consciente em correnteza
- resgate de vítima inconsciente em correnteza

Sistemas de salvamento em correnteza: (5 h/aula)
- uso de sacolas de salvamento combinados
- uso de mangueira de salvamento
- emprego de ferring de corpo
- ferring usando embarcações.

Fisiologia/Anatomia do afogamento: noções do sistema respiratório (1h/aula)

Tratamento emergencial para o afogado: análise primária, análise secundária, RCP, ventilação, graus de afogamento – reconhecimento e tratamento (3h/aulas)

Vítima de suspeita de TRM: reconhecimento, retirada da água e imobilização/transporte de vítima de suspeita de lesão raqui-medular (1h/aula)
 

5. Curso Guarda-vidas de Piscina (Pool Lifeguard) - 52h

Este curso forma profissionalmente um guarda-vidas para trabalhar preservando a vida humana em piscinas. Seu certificado tem validade nacional e Internacional respeitando as legislações sobre o assunto em cada local. O objetivo é formar um profissional preparado para trabalhar nas mais diversas condições dentro de sua profissão.
Pré-requisitos: O aluno necessita ter mais de 18 anos, e apresentar um atestado de saúde dizendo estar apto a praticar exercícios físicos. Necessita ser capaz de realizar as 3 provas a seguir: Nadar 50m com a cabeça acima da água em menos de 50 segundos, nadar 400m em menos de 8 minutos e correr 200m, nadar 200 m e correr mais 200 m em menos de 8 minutos, no mesmo dia.
PROGRAMA
Para se certificar o guarda-vidas de piscina deverá cumprir, ter conhecimento e ser capaz de realizar todos os itens abaixo:
• Ter conhecimento sobre a história do salvamento aquático e ressuscitação no Brasil e no Mundo.
• Ter conhecimento sobre o que acontece no Brasil e no Mundo em termos de estatística de afogamento.
• Ter conhecimento do trabalho realizado pela Sobrasa e pela ILS.
• Nadar submerso por 25 m sem atingir a superfície. Enquanto isso pegar 3 objetos distantes 5 m cada e um deles na parte mais funda da piscina.
• Saber reconhecer os 6 anéis da cadeia de sobrevivência do afogado.
• Saber reconhecer as diferentes formas de prevenção de afogamento em piscinas.
• Saber como proceder em tempestades.
• Saber reconhecer um potencial afogado fora e dentro da água e reconhecer um afogamento em curso.
• Saber reconhecer as características de piscinas tais como: Construção, atividade e riscos, anexos, ambiente, departamento médico, e recursos materiais.
• Saber reconhecer as características de parques aquáticos e similares, tais como: orientar banhistas, tipos de atrações, redução de riscos de acidentes, sistemas de comunicações, recursos humanos e funções.
• Saber reconhecer as medidas de segurança do guarda-vidas de piscina.
• Saber reconhecer as medidas de vigilância e atuação.
• Saber reconhecer as diferentes formas de quando e como acionar socorro de apoio (resgate especializado e médico).
• Simular um salvamento sem entrar na água a uma distancia mínima de 10m.
• Realizar um salvamento na piscina sem equipamento em vítima consciente a uma distancia de 25 m, com técnicas de entrada, aproximação, abordagem, reboque e retirada da piscina em menos de 2 minutos.
• Realizar um salvamento com um rescue-tube em vítima consciente a uma distancia de 25 m em menos de 2 minutos.
• Realizar um salvamento sem equipamento em vítima inconsciente distante no mínimo 25 m.
• Realizar um salvamento com rescue-tube em vítima inconsciente distante no mínimo 25 m.
• Realizar a abertura de vias aéreas, a checagem da respiração e simular um boca-a-boca dentro da água em vítima inconsciente. Sem equipamento e com rescue-tube.
• Realizar uma simulação de um socorro a uma vítima com suspeita de trauma cervical. Saber quando se suspeita de TRM. Saber como utilizar a prancha de imobilização.
• Transportar uma vítima consciente e uma inconsciente em área seca por 25 m.
• Saber posicionar a vítima na borda da piscina para os primeiros socorros.
• Demonstrar habilidades para realizar os 8 passos do suporte básico de vida na areia (reconhecer a cena, checar a resposta da vítima, chamar por ajuda, abrir vias aéreas, checar a respiração, realizar um boca-a-boca, checar pulso carotídeo e sinais de circulação, e realizar a compressão cardíaca). Em lactentes, crianças e adultos, com um e dois socorristas.
• Saber quando e como colocar a vítima em posição lateral de segurança.
• Ter conhecimento do Sistema de Emergências Médica (SEM), e quando aciona-lo.
• Saber realizar o exame primário
• Realizar os 6 passos do exame secundário (imobilização da coluna cervical, testar nível de consciência, expor a vítima, sinais vitais, anamnese resumida e palpação da cabeça aos pés).
• Saber reconhecer e como proceder em emergências clínicas.
• Saber reconhecer e como lidar em emergências traumáticas.
• Saber reconhecer e como lidar com acidentes termo-elétricos.
• Saber reconhecer e definir afogamento
• Saber reconhecer e as fases do afogamento
• Saber reconhecer e classificar o grau de afogamento
• Saber realizar o tratamento para cada grau de afogamento
• Ter conhecimento de quando começar e quando para a RCP em afogados
• Saber reconhecer o algoritmo básico de afogamento.
• Saber reconhecer todas as peças de um cilindro de oxigênio com suas válvulas e circuitos e seu funcionamento. Saber como utiliza-lo segundo a classificação de afogamento.
• Ter conhecimento de doenças típicas ao redor de um espelho de água e relacionadas a exposição solar.
• Ter conhecimento de relação com o público
• Como reconhecer e proceder com crianças perdidas.
• Ter conhecimento das competições de salvamento aquático e participar de provas como atividade física recreativa durante o curso.
• Ter conhecimento de seus direitos e deveres como profissional guarda-vidas de piscina.

Estratégias de ensino
o Ter conhecimento: Leitura, aula teórica ou demonstração.
o Saber reconhecer: cada aluno deverá demonstrar que tem o conhecimento.
o Saber realizar: cada aluno deverá demonstrar que sabe como fazer a ação proposta de treinamento.
Obs: Como o curso pode ser realizado em diferentes ambientes e situações de piscina, deverá ser evitada situação extrema para treinamento ou para a aferição do conhecimento.
Estratégias de aferição do conhecimento do aluno:
o Observação pessoal dos instrutores ou por revisão de vídeo.
o Questionário oral
o Questionário escrito - Respostas curtas ou múltiplas escolhas.
o Simulado de cenários de emergências
 

(Visualizar todo material referente ao Curso de Guarda-vidas de Piscina)
 

(Download de todo material referente ao Curso de Guarda-vidas de Piscina)


6. Curso Guarda-vidas de Rios e Lagos (Inland Open Waters Lifeguard)

90 h

Este curso forma profissionalmente um guarda-vidas para trabalhar em água doce com ou sem correntezas (rios, lagos, represas). Seu certificado tem validade nacional e Internacional respeitando as legislações sobre o assunto em cada local. O objetivo é formar um profissional preparado para trabalhar nas mais diversas condições dentro de sua profissão.
Pré-requisitos: O aluno necessita ter mais de 18 anos, e apresentar um atestado de saúde dizendo estar apto a praticar exercícios físicos. Necessita ser capaz de realizar as 3 provas a seguir: Nadar 50m com a cabeça acima da água em menos de 50 segundos, nadar 400m em menos de 8 minutos e correr 200m, nadar 200 m e correr mais 200 m em menos de 8 minutos, no mesmo dia.
PROGRAMA
Para se certificar o guarda-vidas deverá cumprir, ter conhecimento e ser capaz de realizar todos os itens abaixo:
• Ter conhecimento sobre a história do salvamento aquático e ressuscitação no Brasil e no Mundo.
• Ter conhecimento sobre o que acontece no Brasil e no Mundo em termos de estatística de afogamento.
• Ter conhecimento do trabalho realizado da Sobrasa e da ILS.
• Saber reconhecer em rios e lagos tudo sobre correntes e sua geografia pertinente a prevenção e ao salvamento.
• Ter conhecimento de ecologia
• Nadar submerso por 25 m sem atingir a superfície. Enquanto isso pegar 3 objetos distantes 5 m cada e um deles na parte mais funda da piscina.
• Saber reconhecer os 6 anéis da cadeia de sobrevivência do afogado.
• Saber reconhecer as diferentes formas de prevenção de afogamento em lagoas e rios.
• Ter conhecimento em prevenção de esportes aquáticos.
• Saber como proceder em tempestades.
• Saber reconhecer o patrulhamento de rios e lagoas (zona de responsabilidade, locais de cobertura, sistemas de patrulhamento, número de guarda-vidas, equipamentos, comunicação, sistemas de visualização do afogado, uniforme, sinalização, limpeza, educação, jogos e eventos, animais no local).
• Saber reconhecer um potencial afogado fora e dentro da água e reconhecer um afogamento em curso.
• Saber reconhecer as diferentes formas de quando e como acionar socorro de apoio (resgate especializado e médico).
• Simular um salvamento sem entrar na água a uma distancia mínima de 10m.
• Realizar um salvamento na praia sem equipamento em vítima consciente distante no mínimo 100 m da borda. Inclui: entrada, aproximação, abordagem, métodos de escapar da vítima, e tipos de reboques até a areia.
• Realizar um salvamento no rio ou na lagoa com um rescue-can ou rescue-tube em vítima consciente distante no mínimo 50 m da areia.
• Nadar com pranchão por 50 m, embarcar uma vítima consciente e transporta-la até a areia.
• Realizar um salvamento sem equipamento em vítima inconsciente distante no mínimo 50 m da areia.
• Realizar um salvamento com equipamento (rescue-can ou rescue-tube) em vítima inconsciente distante no mínimo 25 m da areia.
• Realizar a abertura de vias aéreas, a checagem da respiração e simular um boca-a-boca dentro da água em vítima inconsciente. Com dois guarda-vidas, com rescue-can, ou com rescue-tube.
• Realizar um resgate em equipe de vítima submersa utilizando máscara, snorkel e corda.
• Realizar uma simulação de um socorro a uma vítima com suspeita de trauma cervical. Saber quando se suspeita de TRM.
• Transportar uma vítima consciente e uma inconsciente da água para a areia por 25 m.
• Simular apoio a um socorro de bote inflável
• Simular apoio a um socorro de moto-aquática
• Simular um socorro nas pedras
• Simular um socorro à noite
• Ter conhecimento de salvamento de aeronave e veículo com queda na água, corredeiras, inundações, e lagoas e represas.
• Ter conhecimento de todas as características de salvamento em piscina.
• Realizar uma retirada de vítima cansada ou inconsciente da piscina sem ajuda.
• Saber posicionar a vítima na areia e borda da piscina para os primeiros socorros.
• Saber identificar todas as formas de comunicação da água para areia e vice-versa.
• Demonstrar habilidades para realizar os 8 passos do suporte básico de vida na areia (reconhecer a cena, checar a resposta da vítima, chamar por ajuda, abrir vias aéreas, checar a respiração, realizar um boca-a-boca, checar pulso carotídeo e sinais de circulação, e realizar a compressão cardíaca). Em lactentes, crianças e adultos, com um e dois socorristas.
• Saber quando e como colocar a vítima em posição lateral de segurança.
• Ter conhecimento do Sistema de Emergências Médica (SEM), e quando aciona-lo.
• Saber realizar o exame primário
• Realizar os 6 passos do exame secundário (imobilização da coluna cervical, testar nível de consciência, expor a vítima, sinais vitais, anamnese resumida e palpação da cabeça aos pés).
• Saber reconhecer e como proceder em emergências clínicas.
• Saber reconhecer e como lidar em emergências traumáticas.
• Saber reconhecer e como lidar com acidentes termo-elétricos.
• Saber reconhecer e definir afogamento
• Saber reconhecer e as fases do afogamento
• Saber reconhecer e classificar o grau de afogamento
• Saber realizar o tratamento para cada grau de afogamento
• Ter conhecimento de quando começar e quando para a RCP em afogados
• Saber reconhecer o algoritmo básico de afogamento.
• Saber reconhecer todas as peças de um cilindro de oxigênio com suas válvulas e circuitos e seu funcionamento. Saber como utiliza-lo segundo a classificação de afogamento.
• Ter conhecimento de doenças típicas ao redor de um espelho de água e relacionadas a exposição solar.
• Ter conhecimento de como funciona um serviço de salvamento aquático com suas diferentes funções e serviços a população.
• Ter conhecimento de relação com o público
• Como reconhecer e proceder com crianças perdidas.
• Saber reconhecer e como proceder em situações de grandes emergências e catástrofes – Plano de Operação de Emergências.
• Ter conhecimento das competições de salvamento aquático e participar de provas como atividade física recreativa durante o curso.
• Ter conhecimento de seus direitos e deveres como profissional guarda-vidas
Estratégias de ensino
o Ter conhecimento: Leitura, aula teórica ou demonstração.
o Saber reconhecer: cada aluno deverá demonstrar que tem o conhecimento.
o Saber realizar: cada aluno deverá demonstrar que sabe como fazer a ação proposta de treinamento.
Obs: Como o curso pode ser realizado em diferentes ambientes e situações (rios, lagoas, uniformes, temperatura da água ou ambiente e outras), deverá ser evitada situação extrema para treinamento ou para a aferição do conhecimento.
Estratégias de aferição do conhecimento do aluno:
o Observação pessoal dos instrutores ou por revisão de vídeo.
o Questionário oral
o Questionário escrito - Respostas curtas ou múltiplas escolhas.
o Simulado de cenários de emergências
 

(Visualizar todo material referente ao Curso de Guarda-vidas de Rios)
 

(Download de todo material referente ao Curso de Guarda-vidas de Rios)


7. Curso Guarda-vidas de Praia (Surf Lifeguard)

110 h

Este curso forma profissionalmente um guarda-vidas para trabalhar preservando a vida humana em praias com ou sem correntezas. Seu certificado tem validade nacional e Internacional respeitando as legislações sobre o assunto em cada local. O objetivo é formar um profissional preparado para trabalhar nas mais diversas condições dentro de sua profissão.
Pré-requisitos: O aluno necessita ter mais de 18 anos, e apresentar um atestado de saúde dizendo estar apto a praticar exercícios físicos. Necessita ser capaz de realizar as 3 provas a seguir: Nadar 50m com a cabeça acima da água em menos de 50 segundos, nadar 400m em menos de 8 minutos e correr 200m, nadar 200 m e correr mais 200 m em menos de 8 minutos, no mesmo dia.
PROGRAMA
Para se certificar o guarda-vidas deverá cumprir, ter conhecimento e ser capaz de realizar todos os itens abaixo:
• Ter conhecimento sobre a história do salvamento aquático e ressuscitação no Brasil e no Mundo.
• Ter conhecimento sobre o que acontece no Brasil e no Mundo em termos de estatística de afogamento.
• Ter conhecimento do trabalho realizado da Sobrasa e da ILS.
• Saber reconhecer na praia tudo sobre corrente de retorno, e ter conhecimento sobre ventos e marés.
• Ter conhecimento de ecologia
• Nadar submerso por 25 m sem atingir a superfície. Enquanto isso pegar 3 objetos distantes 5 m cada e um deles na parte mais funda da piscina.
• Saber reconhecer os 6 anéis da cadeia de sobrevivência do afogado.
• Saber reconhecer as diferentes formas de prevenção de afogamento em praias e piscinas.
• Ter conhecimento em prevenção de esportes aquáticos.
• Saber como proceder em tempestades.
• Saber reconhecer o patrulhamento de praia (zona de responsabilidade, locais de cobertura, sistemas de patrulhamento, número de guarda-vidas, equipamentos, comunicação, sistemas de visualização do afogado, uniforme, sinalização, limpeza, educação, jogos e eventos, animais na praia).
• Saber reconhecer um potencial afogado fora e dentro da água e reconhecer um afogamento em curso.
• Saber reconhecer as diferentes formas de quando e como acionar socorro de apoio (resgate especializado e médico).
• Simular um salvamento sem entrar na água a uma distancia mínima de 10m.
• Realizar um salvamento na praia sem equipamento em vítima consciente distante no mínimo 100 m da areia. Inclui: entrada, aproximação, abordagem, métodos de escapar da vítima, e tipos de reboques até a areia.
• Realizar um salvamento na praia com um rescue-can e um rescue-tube em vítima consciente distante no mínimo 100 m da areia.
• Realizar um salvamento na praia sem equipamento em vítima inconsciente distante no mínimo 100 m da areia.
• Realizar um salvamento na praia com equipamento (rescue-can e rescue-tube) em vítima inconsciente distante no mínimo 100 m da areia.
• Nadar com pranchão por 100 m, embarcar uma vítima consciente e transporta-la até a areia.
• Realizar a abertura de vias aéreas, a checagem da respiração e simular um boca-a-boca dentro da água em vítima inconsciente. Com dois guarda-vidas, com rescue-can, com rescue-tube e pranchão.
• Realizar um resgate em equipe de vítima submersa utilizando máscara, snorkel e corda.
• Realizar uma simulação de um socorro a uma vítima com suspeita de trauma cervical. Saber quando se suspeita de TRM.
• Transportar uma vítima consciente e uma inconsciente da água para a areia por 25 m.
• Simular apoio a um socorro de bote inflável
• Simular apoio a um socorro de moto-aquática
• Simular um socorro nas pedras
• Simular um socorro em píer ou quebra-mar
• Simular um socorro a noite
• Simular um socorro em canal vazando e enchendo
• Ter conhecimento de salvamento de aeronave e veículo com queda na água, corredeiras, inundações, e lagoas e represas.
• Ter conhecimento de todas as características de salvamento em piscina.
• Realizar uma retirada de vítima cansada ou inconsciente da piscina sem ajuda.
• Saber posicionar a vítima na areia e borda da piscina para os primeiros socorros.
• Saber identificar todas as formas de comunicação da água para areia e vice-versa.
• Demonstrar habilidades para realizar os 8 passos do suporte básico de vida na areia (reconhecer a cena, checar a resposta da vítima, chamar por ajuda, abrir vias aéreas, checar a respiração, realizar um boca-a-boca, checar pulso carotídeo e sinais de circulação, e realizar a compressão cardíaca). Em lactentes, crianças e adultos, com um e dois socorristas.
• Saber quando e como colocar a vítima em posição lateral de segurança.
• Ter conhecimento do Sistema de Emergências Médica (SEM), e quando aciona-lo.
• Saber realizar o exame primário
• Realizar os 6 passos do exame secundário (imobilização da coluna cervical, testar nível de consciência, expor a vítima, sinais vitais, anamnese resumida e palpação da cabeça aos pés).
• Saber reconhecer e como proceder em emergências clínicas.
• Saber reconhecer e como lidar em emergências traumáticas.
• Saber reconhecer e como lidar com acidentes termo-elétricos.
• Saber reconhecer e definir afogamento
• Saber reconhecer e as fases do afogamento
• Saber reconhecer e classificar o grau de afogamento
• Saber realizar o tratamento para cada grau de afogamento
• Ter conhecimento de quando começar e quando para a RCP em afogados
• Saber reconhecer o algoritmo básico de afogamento.
• Saber reconhecer todas as peças de um cilindro de oxigênio com suas válvulas e circuitos e seu funcionamento. Saber como utilizá-lo segundo a classificação de afogamento.
• Ter conhecimento dos animais marinhos perigosos, como evitá-los e como lidar com suas lesões.
• Ter conhecimento de emergências em mergulhadores.
• Ter conhecimento de doenças típicas ao redor de um espelho de água e relacionadas a exposição solar.
• Ter conhecimento de como funciona um serviço de salvamento aquático com suas diferentes funções e serviços a população.
• Ter conhecimento de relação com o público
• Como reconhecer e proceder com crianças perdidas.
• Saber reconhecer e como proceder em situações de grandes emergências e catástrofes – Plano de Operação de Emergências.
• Ter conhecimento de como sobreviver no mar ou perto de um espelho de água.
• Ter conhecimento das competições de salvamento aquático e participar de provas como atividade física recreativa durante o curso.
• Ter conhecimento do projeto Surf-Salva Brasil.
• Ter conhecimento de seus direitos e deveres como profissional guarda-vidas
Estratégias de ensino
o Ter conhecimento: Leitura, aula teórica ou demonstração.
o Saber reconhecer: cada aluno deverá demonstrar que tem o conhecimento.
o Saber realizar: cada aluno deverá demonstrar que sabe como fazer a ação proposta de treinamento.
Obs: Como o curso pode ser realizado em diferentes ambientes e situações (natureza do mar, uniforme, temperatura da água ou ambiente e outras), deverá ser evitada situação extrema para treinamento ou para a aferição do conhecimento.
Estratégias de aferição do conhecimento do aluno:
o Observação pessoal dos instrutores ou por revisão de vídeo.
o Questionário oral
o Questionário escrito - Respostas curtas ou múltiplas escolhas.
o Simulado de cenários de emergências
 

(Visualizar todo material referente ao Curso de Guarda-vidas de Praia)
 

(Download de todo material referente ao Curso de Guarda-vidas de Praia)

 

8 - Curso Básico - Operador de Resgate com Moto Aquática (O.R.M.A)

Carga Horária: 40 horas (5 dias - 8h por dia)

Objetivo: capacitar o profissional em salvamento aquático nas atividades de resgate com a moto aquática e pilotagem.

Introdução: Desde 1989, quando o Capitão Brian Keaulana introduziu o uso da moto aquática na arrebentação para auxiliar nos resgates nos mares do Hawai, as técnicas de resgates se desenvolveram a um altíssimo nível com a pratica e a necessidade de salvar vidas em condições marítimas adversas, em ondulações de mais de 20 metros de altura.

Durante esta década e meia usando a moto aquática para salvamento, a tecnologia dessas maquinas se desenvolveu adequadamente para as necessidades do salvamento, assim como vários equipamentos foram criados para auxiliar nesta atividade.

Atualmente a melhor e mais moderna ferramenta de resgate mundial, em qualquer condição e superfície liquida, é a moto aquática. Ela pode ser utilizada até em corredeiras, com algumas adaptações, equipamentos e técnicas adequadas, e servir como uma ferramenta auxiliar de alto valor em situações especificas.

Com base em todos estes anos de experiência, a 'Hawaiian Life-guard Association' produziu o manual "Rescue Craft Operator" , que foi adotado por vários paises como o curso internacional de operação de resgate com moto aquática. Romeu Bruno, membro e representante da 'Hawaiian Lifeguard Association' obteve permissão para traduzir a adaptar este curso as condições do Brasil.
 

O primeiro curso foi realizado em Maresias, São Paulo, em 2005, e contou com a participação do Capitão Carlos Eduardo Smicelato, entre outros 12 participantes do Corpo de Bombeiros de São Paulo, que aprovou e constatou a eficiência deste método de ensino.

O curso foi eficaz tanto para os participantes iniciantes (que não tinham nenhum contato com a moto aquática) como para os participantes que já possuíam um bom conhecimento técnica e controle do equipamento.

Um segundo curso foi ministrado em Tramandaí, RS, para o Corpo de Bombeiros e contatou-se a mesma eficácia e sucesso.

 

PÚBLICO ALVO - guarda-vidas e surfistas de ondas grandes.

O curso inclui um adesivo Sobrasa, e um certificado.

PROGRAMAÇÃO DO CURSO

01 - Habilidades em manobras
02 - Aproximando-se com precisão
03 - Exercício para desvirar a embarcação
04 - Lançando e resgatando o auxiliar de resgate
05 - Resgate de uma vitima consciente
06 - Resgate de uma vitima inconsciente
07 - Resgate de duas pessoas
08 - julgando a onda
09 - Entrando e saindo da zona de arrebentação
10 - Passando por ondas arrebentadas
11 - Mantendo a posição na zona de arrebentação
12 - Lançamento e retorno a praia
13 - Manobras na zona de arrebentação
14 - Resolução de problemas mecânicos durante uma operação
15 - Sinais
16 - Rebocando e lançando a embarcação de resgate de rampa de barcos e da praia
17 - Os controles reversos, as manobras reversas e parada rápida
18 - O uso do saco de arremesso e da corda de reboque.

 

REGULAMENTO DOS CURSOS
(para ser lido e assinado pelo candidato ao curso)
O certificado SOBRASA (Nacional) ou da ILS (Internacional) não é uma licença para trabalhar, já que cada Estado ou Município pode ter sua própria legislação sobre o assunto salvamento aquático. Caso a legislação seja inexistente o certificado poderá ser utilizado como suporte a qualidade de serviço que pode ser prestada a população no local, ou seja, um padrão de qualidade com reconhecimento nacional e Internacional. Encorajamos a todas as organizações públicas ou privadas a seguir os padrões estabelecidos como mínimo pela Sobrasa e ILS.
Os certificados da Sobrasa tem um excelente currículo para os diversos níveis, entretanto guardado as diferenças regionais, incentivamos o acréscimo de matérias curriculares pertinentes a cada organização. O certificado Sobrasa/ILS não tem a intenção de sobrepujar o certificado emitido por centros formadores ou organizações já conceituadas e sim de somar a estas instituições.
O objetivo primordial da certificação dos cursos é capacitar o profissional a estar apto a atuar na área, completando os requisitos estabelecidos. Deve estar claro que qualquer certificado que tenha sido emitido com informações não verídicas sobre sua própria pessoa ou sobre sua organização será invalidado.
CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO EDUCACIONAL EM SALVAMENTO AQUÁTICO
 

INFORMAÇÕES PARA MONITORES e INSTRUTORES
• Quem pode ministrar ou atuar como monitores nos cursos – Instrutores ou monitores da Sobrasa pela Sobrasa ou centros de formação.
• Monitores são pessoas que estão auxiliando o instrutor no curso (ver pré-requisitos abaixo). O trabalho do monitor em formação é um trabalho voluntário de aprendizado.
• Instrutores são profissionais que podem ministrar cursos. Todos os instrutores deverão estar certificados pela Sobrasa.
• A formação de instrutores e monitores incentivará a formação de centros de ensino por todo Brasil.
• Os guarda-vidas júnior e voluntário que completaram o estágio e receberam seus certificados poderão solicitar o certificado de guarda-vidas de praia. Os guarda-vidas júnior e voluntário instrutores poderão realizar a prova para instrutor e receberão o seu certificado de instrutor se preencherem os pré-requisitos.
Veja pré-requisitos recomendados para monitores e instrutores em diferentes níveis;

Nível

Monitor (> 18 anos)

Instrutor (> 21 anos)

Palestra

Palestra + básico

2o grau incompleto

2 monitorias de palestra

2o grau completo

Surf-salva

Palestra + básico + surf salva

2o grau incompleto

2 monitorias surf-salva

2o grau completo

Básico

Palestra + básico + GV piscina

2o grau incompleto

Uma monitoria do básico + 1 curso nível acima

2o grau completo

Guarda-vidas de Piscina

GV piscina

2o grau incompleto

Uma monitoria de GV piscina + 1 curso nível acima + 2o grau completo + 1 ano de experiência profissional na área

Guarda-vidas de Rios, lagos e baías.

GV de Rios, lagos e baías

2o grau incompleto

Uma monitoria de GV de Rios, lagos e baías + 1 curso nível acima + 2o grau completo + 1 ano de experiência profissional na área

Guarda-vidas de Praia

Guarda-vidas de Praia

2o grau incompleto

Duas monitorias de Guarda-vidas de Praia + 2o grau completo + 1 ano de experiência profissional na área

Especialista

Curso da especialidade

2o grau completo

2 monitorias no curso da especialidade + 2o grau completo + ser instrutor GV

Para monitor ou instrutor são exigidos em todos os cursos: ser sócio da Sobrasa.

 

 

A SOBRASA É DE TODOS NÓS, SUA OPINIÃO E SEUS COMENTÁRIOS SÃO MUITO IMPORTANTES PARA O NOSSO CRESCIMENTO COMO INSTITUIÇÃO.

 

Envie-nos um e.mail com:

DOWNLOAD DE TODO MATERIAL